Laboratório de Imigração, Migração e História Ambiental
  • LABIMHA convida

    Publicado em 12/07/2021 às 14:05

    Gostaríamos de convidar a todos para participarem do V Congresso Internacional História, Regiões e Fronteiras. O Evento será realizado na modalidade online entre os dias 19, 20 e 21 de outubro. As inscrições podem ser feitas através do site https://cihrfupf.wixsite.com/cihrf2021.

    Entre os simpósios que compõem o evento, gostaríamos de estender o convite para que  participem do ST 6: HISTÓRIA AMBIENTAL: FRONTEIRAS, CIÊNCIA E BIODIVERSIDADE, coordenados pelos professores Eunice Sueli Nodari (UFSC) coordenadora de nosso laboratório, Samira Peruchi Moretto (UFFS) e Marcos Gerhardt (UPF) integrantes do LABIMHA.

    Aqui, vocês podem conferir o resumo do ST.

    Este simpósio temático (ST) objetiva reunir pesquisadores(as) com diferentes formações acadêmicas, dedicados(as) aos estudos ambientais em perspectiva histórica, para apresentar e discutir suas pesquisas. O ST sugere três temas para a discussão: as fronteiras, móveis, fluídas e permeáveis, espaços de contato entre diferentes grupos humanos e não humanos, lugares da alteridade e da descoberta de novas situações; a ciência, como lugar da produção do conhecimento e da interpretação das sociedades humanas em interação com o mundo biofísico; conservação e uso da biodiversidade, compreendida como parte dos ecossistemas e como patrimônio que resulta das múltiplas relações entre natureza e cultura. O ST valorizará a abordagem da História Ambiental, por promover a compreensão de complexidade dos processos socioambientais e acolherá trabalhos que abordem: relações entre ciência e sociedade em perspectiva histórica; interações entre cultura e natureza; uso econômico da biodiversidade; biodiversidade nas fronteiras; ciência, políticas e práticas de conservação da biodiversidade; história da ciência; a natureza como objeto da ciência; transformações da paisagem em regiões de fronteira; biomas brasileiros no olhar da ciência; circulação global e regional de ideias, experiências, pessoas, micro-organismos, plantas e animais; patrimônio cultural, ciência e biodiversidade, entre outros.

     


  • LABIMHA Convida

    Publicado em 09/06/2021 às 19:27

    Seminários Linha de Pesquisa PPGH/UPF

    Semestralmente o Programa de Pós-Graduação em História promove um encontro de todos os alunos em suas respectivas Linhas de Pesquisa para socializar e debater temas comuns, bem como para atualização de discussões recentes. Neste semestre a atividade acontecerá no dia 18 de junho, e pode ser acessada por interessados em geral. A inscrição do público externo ao Programa deve ser solicitada indicando a Linha a qual há interesse e enviado ao e-mail pghis@upf.br.

     


  • LABIMHA Convida

    Publicado em 08/06/2021 às 17:48

    Gostaríamos de convidar a todos e todas para prestigiarem as palestras da Semana do Meio Ambiente: cooperação acadêmica para estudos ambientais do Cerrado, organizadas pela UniEVANGELICA.

     

    Os Estudos Geográficos Latino-americanos sobre o Brasil Central (1940-1950) – Prof. Dr. Sandro Dutra e Silva (UniEVANGELICA/UEG)

     

    A influência de Leo Waibel para as Pesquisas Geográficas Brasileiras – Prof. Dr. Gerd Kohlhepp (University of Tübingen, Alemanha)

     

    As palestras ocorrem amanhã, dia 09 de junho às 14:30 no canal da UniEVANGELICA no YouTube – https://www.youtube.com/user/aeeunievangelica

     

     


  • Chamada: História Ambiental: Histórias Globais da Natureza e Cultura

    Publicado em 07/06/2021 às 19:12

     

    Motivado pelo crescente interesse pela história ambiental na América Latina, Ambiente & Sociedade, um periódico interdisciplinar de acesso aberto publicado pela Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Meio Ambiente e Sociedade do Brasil (ANPPAS), convida à apresentação de propostas para um dossiê dedicado à história ambiental. Tendo em vista o objetivo de chamar a atenção para a vasta gama de trabalhos que vêm sendo realizados no campo da história ambiental, seus editores, Eunice Nodari, Marina Miraglia, Mark Hersey e Sandro Dutra e Silva, receberão propostas que reflitam a diversidade deste campo em termos de suas abordagens metodológicas, amplitude geográfica e cobertura temática. Assim, convidamos aos interessados para que apresentem suas propostas, pois serão muito bem-vindos os artigos que explorem a história ambiental de qualquer continente, região ou nação, independente do período que abranjam.

    Esperamos receber neste número especial da Ambiente & Sociedade artigos originais que tratem de temas relacionados à história ambiental no contexto latino-americano e global. Os tópicos que podem ser considerados incluem:
    – História da conservação e movimentos ambientais na América Latina e outras partes do globo;
    – Histórias de expansão das fronteiras agrícolas, mudanças na paisagem e impactos ambientais nos ecossistemas globais;
    – Histórias de trocas biológicas, sistemas de energia e mudanças climáticas;
    – Justiça ambiental, ecologia política, história do trabalho e estudos de gênero;
    – Histórias que exploram as interseções da História Ambiental com disciplinas associadas, incluindo Estudos Animais, Estudos de Ciência e Tecnologia, História da Saúde e Literatura.

    Editores:
    – Eunice Nodari (Universidad Federal de Santa Catarina, Brasil)
    – Marina Miraglia (Universidad Nacional de General Sarmiento, Argentina)
    – Mark Hersey (Mississippi State University, USA)
    – Sandro Dutra e Silva (Universidad Estadual de Goiás/UniEVANGELICA, Brasil)

     

     

  • Call for Papers – Justicia ambiental: historias de opresión, injusticia y resistencia desde América Latina

    Publicado em 07/06/2021 às 19:10

    Justiça ambiental: histórias de opressão, injustiça e resistência na América Latina

    Diante da atual crise global, com sua intrincada teia  de desafios ambientais e sociais, estamos propondo um dossiê dedicado à justiça ambiental. Acreditamos que é crucial retomar a discussão das desigualdades socioambientais que nos levaram a essa desordem planetária. Contra o refrão usual propondo todos os “humanos” como igualmente responsáveis e vítimas da crise, queremos desvelar as diferenças sociais que fazem de todos nós viajantes no mesmo barco, mas com privilégios muito distintos. Como um de nós escreveu certa vez, no naufrágio do Titanic, viajar na primeira ou terceira classe fez toda a diferença.

    Sustentabilidade e resiliência – esses são dois dos chavões mais usados no nosso tempo. Enfrentando problemas ambientais globais (incluindo a pandemia e as mudanças climáticas), cientistas, governos e organizações da sociedade civil estão em busca de soluções. Frequentemente, essa busca leva a soluções tecnológicas e de cima para baixo. Acordos políticos são assinados, mas eles nem sempre representam  o desejado. Cientistas sociais e estudiosos das humanidades constatam repetidamente como as crises ambientais se cruzam com as desigualdades sociais ao longo das linhas  de classe, gênero e raça. Ecologistas políticos têm se esforçado para trazer de volta a política para o reino ecológico (Robbins 2012) ao mesmo tempo em que apontam para a necessidade de abordar holisticamente as questões inevitavelmente conectadas de justiça social e sustentabilidade ambiental (Agyeman, Bullard e Evans 2003; Agyeman et al. 2016; Pellow, 2018). Este dossiê tem como objetivo avançar em insights teóricos, metodológicos e empíricos sobre justiça ambiental, com foco na contribuição que os historiadores ambientais podem trazer para o debate. Em particular, estamos interessados em promover um diálogo multidisciplinar entre historiadores, sociólogos, geógrafos, cientistas políticos e antropólogos sobre os efeitos que a justiça ambiental como categoria pode ter em nossos diversos campos. Adotar uma perspectiva histórica implica repensar alguns temas  pesquisados com novas questões e ferramentas interpretativas.

    Listamos a seguir alguns dos principais temas que gostaríamos de ver abordados em nosso dossiê: Efeitos desiguais da pandemia; lutas contra a contaminação industrial; riscos à saúde na agricultura; instalações poluentes em bairros pobres; distribuição desigual de riscos ambientais; bairros e condomínios fechados; acesso ao saneamento, água potável, moradia digna; extrativismo, sítios e povos indígenas; lutas pela  produção e legitimação do conhecimento; relações entre as principais organizações ambientalistas e organizações de justiça ambiental; alternativas geradas nas lutas pela justiça ambiental; justiça ambiental nas artes, filmes, cultura popular e literatura latino-americana.

    https://halacsolcha.org/index.php/halac/announcement/view/34

     


  • Cursos Livres

    Publicado em 28/04/2021 às 16:37

    Gostaríamos de indicar para todos os interessados por História Ambiental, o curso oferecido pela Fiocruz: História, Ambiente e Conhecimento no Antropoceno. As inscrições vão até dia 24 de maio e o curso será ministrado online.


  • Diálogos territoriais e socioambientais para o turismo de base na rota serra-mar catarinense.

    Publicado em 23/04/2021 às 17:26

    Olá a todos e todas! Nós do Labimha gostaríamos de reforçar o convite para a participação no curso de extensão: Diálogos territoriais e socioambientais para o turismo de base na rota serra-mar catarinense. Lembramos que o prazo para as inscrições vai até o dia 26/04.

    Já está disponível a programação do primeiro módulo do curso, que você pode conferir abaixo.


  • LABIMHA Convida

    Publicado em 19/04/2021 às 20:41

    Convidamos a todos os interessados a participarem do curso de extensão: Diálogos territoriais e socioambientais para o turismo de base na rota serra-mar catarinense. O curso será online, através da plataforma zoom, e contará com a participação da Profª Dra. Eunice Nodari, integrante de nosso laboratório.

    As inscrições poderão ser feitas até o dia 26/04 através deste link forms.gle/73sVy1WzQpP159gt6

     


  • LABIMHA Convida

    Publicado em 01/04/2021 às 14:48

    O Laboratório de Imigração, Migração e História Ambiental convida a todos e todas a participarem do 31º Simpósio Nacional de História: História, Verdade e Tecnologia, que ocorrerá entre os dias 19 a 23 de julho de 2021.

    Gostaríamos de convidá-los também, a participar do Simpósio Temático nº58 História Ambiental: Ciência, Fronteira e Biodiversidade. Coordenado pela professora Dra. Eunice Sueli Nodari (UFSC) que é integrante do nosso laboratório, e pelos professores Dra. Lise Fernanda Sedrez (UFRJ) e Dr. Sandro Dutra e Silva (UEG/UniEVANGELICA).

    As inscrições se encerram no dia 07 de abril.

    Contamos com sua presença.

    https://www.snh2021.anpuh.org/simposio/view?ID_SIMPOSIO=58

    História Ambiental: Ciência, Fronteira e Biodiversidade

    Eunice Sueli Nodari (Universidade Federal de Santa Catarina), Lise Fernanda Sedrez (Universidade Federal do Rio de Janeiro), Sandro Dutra e Silva (UEG/UniEVANGELICA)

    Resumo: Este simpósio temático (ST), vinculado ao GT Nacional História Ambiental da ANPUH, visa reunir pesquisadores(as) com diferentes formações acadêmicas, dedicados(as) aos estudos ambientais em perspectiva histórica, para apresentar e discutir suas pesquisas. O ST adota três eixos para a discussão: ciência, como lugar da produção do conhecimento e da interpretação das sociedades humanas em interação com o mundo biofísico; a fronteira, móvel e dinâmica, espaço de contato entre diferentes grupos humanos e não humanos, lugar da alteridade e do conflito, e da descoberta de novas situações; biodiversidade, compreendida como parte dos ecossistemas e como patrimônio que resulta das múltiplas relações entre natureza e cultura. O ST valorizará a abordagem da História Ambiental Global, por promover a compreensão de complexidade dos processos socioambientais e acolherá trabalhos que tenham como temas: relações entre ciência e sociedade em perspectiva histórica; interações entre cultura e natureza; biodiversidade nas fronteiras; ciência, políticas e práticas de conservação da biodiversidade; história da ciência; a natureza como objeto da ciência; transformações da paisagem em regiões de fronteira; biomas brasileiros no olhar da ciência; circulação global de ideias, experiências, pessoas, micro-organismos, plantas e animais; patrimônio cultural, ciência e biodiversidade, entre outros.

    Justificativa da relevância do tema: Os problemas socioambientais contemporâneos, a alternativa da sustentabilidade, as pandemias e as mudanças climáticas são alguns dos temas com escala global que exigem estudos no campo da História. A História Ambiental é um lugar privilegiado para acolher tais pesquisas e discussões. Esta proposta envolve múltiplos temas, que aproximam os estudos das relações entre sociedade e natureza, desde a conservação do mundo natural até suas diversas representações, compreensões, usos e transformações por meio da tecnologia e da ciência.

    Bibliografia: CONRAD, Sebastian. What is Global History? Princeton: Princeton University Press, 2016.
    DRUMMOND, José Augusto; FRANCO, José Luiz de Andrade; DUTRA E SILVA, Sandro; BRAZ, Vivian da Silva (Org.). História Ambiental: natureza, sociedade, fronteiras. Rio de Janeiro: Garamond, 2020. p. 353-376. v. 3. (Coleção Terra Mater).
    NODARI, Eunice S.; GERHARDT, Marcos; Patrimônio ambiental, História e biodiversidade. Fronteiras: Journal of Social, Technological and Environmental Science, Anápolis, v. 5, n. 3, p. 54-71, jul./dez. 2016.
    PÁDUA, José Augusto. As bases teóricas da História Ambiental. Estudos Avançados, São Paulo, v. 24, n. 68, p. 81-101, 2010.
    SEDREZ, Lise; CARVALHO, Alessandra Izabel de; PÁDUA, José Augusto. A Pós-Graduação e o avanço da História Ambiental na América Latina. Fronteiras: Journal of Social, Technological and Environmental Science, v. 7, p. 11-20, 2018.
    UEKOETTER, Frank. História Ambiental Globalizante: Novamente? Rachel Carson Center Perspectives, Munique, n. 3, p. 31-33, 2011.


  • LABIMHA Convida

    Publicado em 01/03/2021 às 15:54